Chemical Risk

atendimento@chemicalrisk.com.br
+55 (11) 4506-3196 / (11) 94732-0686 / (11) 94706-2278

6 passos para elaborar o checklist para segurança do trabalho

O cotidiano da  segurança do trabalho não é fácil. São tantas as atividades que demandam atenção, que muitas vezes fica difícil se orientar entre elas. Ainda bem que podemos contar com várias ferramentas que funcionam como bússolas nesse mar de demandas e, dentre elas, vamos destacar o checklist para segurança do trabalho.

Este recurso, que continua sendo um dos mais eficazes, permite a adoção de um conjunto de práticas de prevenção para proteção dos colaboradores quanto aos riscos ocupacionais e acidentes do trabalho. Como consequência, é possível proporcionar um ambiente de trabalho saudável. 

Leitura recomendada: Por que investir em segurança do trabalho? Saiba como calcular o ROI

O que é um checklist para segurança do trabalho?

Checklist é um termo que vem do inglês: “check” que significa verificar e “list” que podemos traduzir como “lista”. Em tradução livre, checklist é uma lista de verificação, sendo uma ferramenta muito utilizada em diversos segmentos de atuação.  

Assim, o checklist pode ser utilizado para análise de diferentes procedimentos, locais de trabalho e equipamentos e tem como foco assegurar que os requisitos de segurança sejam cumpridos. Por meio dessa avaliação, é possível verificar se as normas de segurança estão sendo cumpridas e evitar a ocorrência de acidentes. 

Os principais objetivos desse serviço, portanto, são:

  • Identificação dos riscos que existem no cumprimento da função;
  • Verificação da obediência quanto aos procedimentos definidos;
  • Impedimento da ocorrência de acidentes e outros eventos prejudiciais ao trabalhador e à própria empresa.

Leitura recomendada: Saiba tudo sobre a avaliação da exposição ocupacional aos agentes químicos

Tipos de checklist para segurança do trabalho

A depender das características do trabalho que se pretende realizar e da inspeção a ser realizada, podemos definir duas formas padrões de se fazer o checklist:  

  • Checklist de afirmação: neste tipo, quando o item avaliado está dentro do esperado, ele é marcado como positivo e, quando o padrão não segue as condições consideradas ideais, será marcado como negativo. 

S – Sim    N – Não    P – Parcial   NA – Não se aplica

checklist de afirmacao

  • Checklist de conformidade: utiliza formulários para guiar se as situações estão em conformidade (dentro da normalidade, dentro dos padrões ou não).

C – Conforme    NC – Não conforme    NA – Não se aplica

checklist de conformidade

Embora esses sejam os modelos considerados básicos para elaborar um checklist para segurança do trabalho, é possível adaptar o documento para diferentes situações, contextos e necessidades. 

Principais passos para criar um checklist

O primeiro passo para elaborar um checklist para segurança do trabalho consiste em identificar os requisitos que devem ser seguidos/cumpridos durante a execução das atividades. O checklist deve abranger todos os detalhes que envolvem as condições de trabalho e tudo deve ser devidamente documentado.

Veja, a seguir, outras dicas para elaborar e executar um bom checklist para segurança do trabalho:

1. Realizar o planejamento 

Para tudo o que se deseja realizar, planejamento é sempre um bom começo e isso se aplica também ao checklist, seja para sua elaboração ou seja para sua aplicação. Para obter o resultado esperado, é necessário planejar as suas ações. Um ótimo meio de fazer o controle dos requisitos de segurança e embasar a sua verificação é a utilização de formulários. 

Leitura recomendada: Conheça nova lista de agentes cancerígenos relacionada ao trabalho

2. Especificar os requisitos a serem cumpridos 

A definição dos requisitos a serem cumpridos devem constar no checklist e estarem alinhados com a legislação vigente e também com as práticas internas exigidas pela empresa.  

3. Estar atento às especificações técnicas 

A maioria dos Equipamentos de Proteção Individual, bem como máquinas e ferramentas, e outros equipamentos, já vem com especificações técnicas indicadas pelo fabricante. Essas especificações devem constar no checklist para que você não as esqueça e o resultado do seu processo seja ainda melhor.

4. Apontar detalhes no checklist de segurança

Incluir informações detalhadas e específicas de cada ação a ser executada e as respectivas regras é essencial para que seja possível analisar, de forma efetiva, todas as partes do processo e todos os elementos que foram listados no checklist.

5. Atualizar o checklist 

O checklist para segurança do trabalho não deve ser um documento fixo, uma vez que as condições de trabalho se alteram continuamente e dependem de fatores externos. Por isso, deve ser estabelecida uma periodicidade para que o documento seja atualizado para inclusão de novas práticas.  

6. Fazer do checklist um hábito 

Por mais completo e detalhado que seja, o checklist jamais será eficiente se não for executado constantemente. Determine um intervalo de tempo para que ele seja realizado e, assim, será possível garantir o seu cumprimento devidamente.

Os itens avaliados no checklist para segurança do trabalho

O checklist pode e deve ser personalizado de acordo com as particularidades e características de cada ambiente de trabalho, levando em consideração as funções ali presentes e o tipo de trabalho realizado. Existem alguns itens que não podem faltar de forma que o checklist seja eficiente e garanta a segurança dos colaboradores. Entre eles, destacamos:  

  • Nome da empresa;
  • Data da realização da inspeção;
  • Local / área avaliada;
  • Validade da verificação;
  • Uso, guarda e conservação dos EPIs utilizados;
  • Sinalização de segurança e iluminação existente;
  • Instalações elétricas;
  • Instalações sanitárias;
  • Alarmes de incêndio e saídas de emergência;
  • Equipamentos de combate de incêndio; 
  • Treinamentos exigidos.

Vale lembrar que algumas atividades podem ter rotinas diárias e outras serem semanais ou mensais. Esses são apenas os itens básicos que obrigatoriamente devem compor o checklist de inspeção de segurança do trabalho. 

Outras informações deverão ser acrescentadas na verificação e serão personalizadas de acordo com o tipo de trabalho executado e com as características do local. Nesse sentido, tais itens podem ser: 

  • Procedimentos 

Devem ser analisados os procedimentos existentes para a realização de determinada atividade, com o objetivo de verificar se estão sendo seguidos corretamente ou se existem falhas na execução do mesmo. 

  • Equipamentos de Proteção Individual 

Neste item, todos os Equipamentos de Proteção Individual de uso obrigatório devem ser verificados quanto à sua utilização, estado de conservação e presença de avarias que podem comprometer a eficácia. Equipamentos danificados que estejam furados, rasgados, rachados ou que não possuem Certificado de Aprovação devem ser descartados e substituídos por um modelo novo e mais adequado.

  • Maquinário 

A inspeção desse item deve considerar abastecimento dos motores, luzes, freios e especificações e todos os elementos que garantam seu melhor funcionamento sem apresentar falhas. 

  • Ferramentas 

As ferramentas utilizadas durante a jornada de trabalho devem ser verificadas quanto ao funcionamento correto e condições apropriadas para uso.  Se for identificado algum tipo de risco na sua utilização ou algo que comprometa a execução do trabalho, deverá ser substituída ou encaminhada para reparo, se for o caso. 

Leitura recomendada: 9 acidentes de trabalho mais comuns

Já deu para perceber que um checklist simples pode ajudar a salvar vidas e permite aumentar de forma muito significativa a segurança da empresa e dos colaboradores. 

Como uma consultoria especializada pode ajudar sua empresa

Quer saber como realizar o checklist para segurança do trabalho com eficiência? Conte com o apoio de uma consultoria especializada em segurança química e saúde ocupacional, como a Chemical Risk.

Temos colaboradores altamente qualificados, mais de 10 anos de experiência no mercado e serviços de excelência para ajudar a promover a segurança do trabalho na sua empresa, evitando acidentes e protegendo os colaboradores.

Atuamos para avaliar riscos, mapear o cenário atual dos ambientes de trabalho e elaborar relatórios com a recomendação de medidas a serem tomadas e checklists de segurança.

Também disponibilizamos treinamentos e outros serviços especializados, como a documentação de segurança química, como FISPQ e rótulos.

Entre em contato agora mesmo com nossos especialistas e solicite um orçamento!

Gostou deste artigo?

Share on facebook
Share on Facebook
Share on twitter
Share on Twitter
Share on linkedin
Share on Linkdin
Share on pinterest
Share on Pinterest

comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *