Chemical Risk

atendimento@chemicalrisk.com.br
+55 (11) 4506-3196 / (11) 94732-0686 / (11) 94706-2278

Por que investir em treinamentos de segurança do trabalho? Entenda!

Manter o ambiente de trabalho seguro é uma das principais preocupações de uma empresa. Para isso ser possível, os colaboradores devem entender a importância dos treinamentos de segurança do trabalho e, assim, se sentirão motivados a participar dos mesmos. 

Os treinamentos de segurança do trabalho têm como objetivo promover a segurança e a saúde no ambiente de trabalho. Isso porque buscam conscientizar os colaboradores dos riscos existentes nas suas atividades e mostrar os procedimentos a serem adotados tanto para a realização das suas tarefas quanto em caso de emergência. 

A partir daí, com todo esse conhecimento, o colaborador passa a se prevenir e, como consequência, os acidentes tendem a diminuir. Ou seja, é possível atingir o principal aspecto da segurança do trabalho – a prevenção de acidentes. 

Quando realizar o treinamento de segurança do trabalho?

Segundo o recomendado pelo Ministério da Economia, por meio da NR-1, as organizações devem oferecer os treinamentos de segurança aos seus colaboradores e funcionários sempre que julgar necessário ou ainda em situações como:

  • Novas admissões;
  • Troca de função;
  • Mudança das tecnologias utilizadas;
  • Na ocorrência de acidente grave ou fatal;
  • Alteração nos processos de desenvolvimento da empresa;
  • Após retorno de afastamento ao trabalho por período superior a 180 (cento e oitenta) dias.

Leitura recomendada: Como conhecer os riscos químicos: perigos físicos e à saúde humana

Quais são os treinamentos obrigatórios em segurança do trabalho?

De acordo com o novo texto da NR-1, o empregador deve promover capacitação e treinamento dos trabalhadores, em conformidade com o disposto nas Normas Regulamentadoras (NRs).

Apesar de existirem 37 NRs disponíveis no site do Ministério da Economia, 19 delas apresentam a necessidade da realização de treinamentos. São elas:

  • NR 5 – Prevenção Interna de Comissão de Acidentes;
  • NR 6 – Equipamento de Proteção Individual – EPI;
  • NR 10 – Serviços em instalações e serviços em eletricidade;
  • NR 11 – Transporte, movimentação, armazenagem e manuseio de materiais;
  • NR 12 – Segurança no trabalho em máquinas e equipamentos;
  • NR 13 – Caldeiras, vasos de pressão e tubulações e tanques metálicos de armazenamento;
  • NR 17 – Ergonomia;
  • NR18 – Condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção;
  • NR 20 – Segurança e saúde no trabalho com inflamáveis e combustíveis;
  • NR 22 – Segurança e saúde ocupacional na mineração;
  • NR 23 – Proteção contra incêndios;
  • NR 26 – Sinalização de segurança;
  • NR 29 – Norma regulamentadora de segurança e saúde no trabalho portuário;
  • NR 32 – Segurança e saúde no trabalho em serviços de saúde;
  • NR 33 – Segurança e saúde no trabalho em espaços confinados;
  • NR 34 – Condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção, reparação e desmonte naval;
  • NR 35 – Trabalho em altura;
  •  NR 36 – Segurança e saúde no trabalho em empresas de abate e processamento de carnes e derivados;
  • NR 37 – Segurança e saúde em plataformas de petróleo.  

Além dos treinamentos citados acima, outras capacitações devem ser oferecidas de acordo com as atividades realizadas, como manuseio de produtos químicos, armazenagem segura de produtos químicos e segregação correta, higiene ocupacional, entre outros.  

Principais benefícios dos treinamentos de segurança do trabalho

Quando os colaboradores conhecem as maneiras mais corretas e seguras de executar suas atividades, todos da empresa são beneficiados. Veja a seguir!

  • Melhora da qualidade de vida no trabalho 

O trabalhador que exerce suas atividades em um ambiente seguro e protegido é mais feliz. Por isso, desempenha suas tarefas com afinco e preocupação em fazer o melhor possível.

Leitura recomendada: Conheça as principais multas envolvendo a segurança do trabalho

  • Aumento do engajamento com a empresa 

Com o treinamento de segurança do trabalho, os funcionários se sentem valorizados e tendem a confiar mais na empresa em que trabalham. Assim, a rotatividade (turnover) é menor e, consequentemente, os gastos com recrutamento diminuem.

  • Aumento da produtividade da empresa 

Muitos são os fatores que contribuem para a queda de produtividade e estão diretamente relacionados com a segurança dos funcionários. Um deles é a pausa resultante de acidentes. 

Mesmo que os danos sejam pequenos, ainda é necessário um intervalo para resolver toda a situação. E, no caso de consequências mais graves como o afastamento de um funcionário, a equipe de trabalho é afetada e até a substituição haverá impactos na produtividade.

  • Desenvolvimento de uma cultura de segurança 

Ao demonstrar preocupação em questões de segurança, a empresa faz com que se desenvolva uma cultura nesse aspecto. Dessa forma, os colaboradores podem ajustar o seu comportamento por conta própria, pensando em si mesmos e nos seus colegas. 

Ou seja, além de um maior resguardo, o espírito de equipe ainda é estimulado, fazendo com que os colaboradores trabalhem melhor e com instinto de preservação.

  • Melhoria na qualidade dos produtos / serviços 

Mais seguros para desempenhar suas funções, os colaboradores alcançam maior rendimento e isso impacta diretamente a qualidade dos produtos desenvolvidos ou serviços executados. 

  • Redução de custos com afastamentos 

A diminuição no número de acidentes de trabalho faz com que a empresa tenha menos gastos com ações indenizatórias e com afastamentos pelo INSS. Além disso, ela também sofre menos com a queda de produção relacionada a altos índices de absenteísmo.

Leitura recomendada: Qual o custo dos acidentes de trabalho com produtos químicos para a sua empresa?

  • Maior credibilidade 

Atualmente, a preocupação com a imagem da empresa apresenta-se como uma questão de extrema relevância. Dessa forma, empresas que desejam manter a credibilidade de seu nome e a confiança do público devem perceber a importância do investimento nos treinamentos de segurança do trabalho. 

Afinal, os acidentes causados por negligência podem causar danos significativos para a empresa.

Fica claro, então, que a realização de treinamentos de segurança vai muito além de apenas o atendimento à legislação. O trabalho de orientação e de conscientização é a base para a construção da cultura de segurança tão necessária, garantindo a integridade dos colaboradores e preservando o patrimônio da empresa. 

Leitura recomendada: Conheça a importância do treinamento de segurança química

Conte com o apoio da Chemical Risk

Precisa de ajuda para realizar os treinamentos de segurança do trabalho para os seus colaboradores? Conte com uma empresa sólida, experiente, com conhecimento de mercado e profissionais altamente qualificados.

Com mais de 10 anos de experiência, a Chemical Risk é uma consultoria em segurança química e segurança do trabalho, responsável por ajudar a sua organização em todos os aspectos, incluindo os treinamentos.

Nossos treinamentos para empresas podem ser realizados in company ou online. São diversos tipos de cursos. Veja:

  • Produtos químicos: classificação GHS, rotulagem e FISPQ
  • Manuseio seguro de produtos químicos
  • Gestão do risco químico
  • Atendimento a líquidos inflamáveis
  • Toxicologia ocupacional
  • Utilização e descarte seguro de EPI
  • Cursos na área de segurança do trabalho
  • E muito mais!

Precisa de um orçamento ou quer tirar alguma dúvida? Entre em contato agora mesmo!

 

Gostou deste artigo?

Share on facebook
Share on Facebook
Share on twitter
Share on Twitter
Share on linkedin
Share on Linkdin
Share on pinterest
Share on Pinterest

comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *