Chemical Risk

atendimento@chemicalrisk.com.br
+55 (11) 4506-3196 / (11) 94732-0686 / (11) 94706-2278

Conheça nova lista de agentes cancerígenos relacionada ao trabalho

Para a adoção de medidas de prevenção à saúde e segurança do trabalhador, é necessário um reconhecimento de riscos detalhado. Assim, o maior desafio está relacionado aos perigos dos agentes químicos, como a carcinogenicidade. Por isso, precisamos abordar a nova lista de agentes cancerígenos.

No reconhecimento de riscos do câncer relacionado ao trabalho e ao ambiente de exposição, é necessária a análise de três eixos fundamentais: a vigilância da doença, da exposição e dos trabalhadores expostos.

Para esse acompanhamento ser realizado de modo efetivo, é fundamental conhecer quais os agentes químicos, físicos e biológicos que apresentam potencial cancerígeno, onde estão presentes, quais os grupos de trabalhadores mais expostos e quais os tipos de câncer associados a estes. 

Com isso, é possível saber como prevenir essas exposições a agentes cancerígenos e as doenças associadas.

Leitura recomendada: Como conhecer os riscos químicos: perigos físicos e à saúde humana

O que é o câncer?

Embora existam muitos tipos de câncer, todos começam devido ao crescimento e multiplicação anormal e descontrolada das células. 

O câncer se inicia quando as células de algum órgão ou tecido do corpo começam a crescer fora de controle. Esse crescimento é diferente do crescimento celular normal. Em vez de morrer, as células cancerosas continuam crescendo e formando novas células anômalas. 

As células cancerosas também podem invadir outros tecidos, algo que as células normais não fazem. O crescimento fora de controle e a invasão de outros tecidos é o que transforma uma célula em cancerosa.

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a cada ano, no mundo, acontecem 666 mil mortes devido a cânceres associados ao trabalho. Na prática, esse número representa o dobro das mortes relacionadas aos acidentes de trabalho.

O diagnóstico e a mortalidade por câncer associado ao trabalho tem aumentado em razão do crescimento da expectativa de vida e da redução gradual de outras causas de morte, como as doenças transmissíveis e acidentes em geral.

Principais tipos de câncer relacionados ao trabalho

Com o objetivo de contribuir com informações sobre agentes cancerígenos químicos, físicos e biológicos presentes nos diversos ambientes, incluindo o ambiente de trabalho, o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) elaborou a publicação intitulada “Ambiente, trabalho e câncer: aspectos epidemiológicos, toxicológicos e regulatórios”, em 2021.

Segundo a publicação, 38 partes do corpo podem desenvolver o câncer e esse número é o dobro do número apontado na última publicação de 2012.  

Entre as áreas mapeadas, podemos citar o câncer de pulmão devido à exposição, por exemplo, ao amianto, câncer de ovário, fígado, faringe e glândulas salivares. 

Por isso, o reconhecimento do risco bem executado e as ações de orientação aos trabalhadores são meios importantes de prevenção e cuidado. E, mais ainda, a substituição desses produtos por outros que ofereçam menor perigo se configura a ação ideal e mais efetiva de proteção.

Leitura recomendada: EPI para agentes carcinogênicos: quais são os principais?

Conheça a lista atualizada de agentes cancerígenos

Com a nova publicação do Inca, os produtos considerados agentes cancerígenos e que devem ser conhecidos por todos os gestores da área de segurança e saúde ocupacional são: 

  • Gases de poluição do ar, como Dióxido de enxofre, Monóxido de carbono, Óxidos de nitrogênio, HPA, Mercúrio, Chumbo, entre outros.
  • Gases de escapamento de motores a diesel.
  • Benzo(a) Pireno – Contemplando uma introdução aos Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA) e a classificação IARC (Agência Internacional para Pesquisa em Câncer) dos 16 HPAs prioritários.
  • Benzeno.
  • Tricloroetileno.
  • Formaldeído.
  • Poeira de sílica.
  • Asbesto.
  • Poeira de couro.
  • Poeira de madeira.
  • Fármacos antineoplásicos.
  • Metais.
  • Agrotóxicos.
  • Transgênicos.
  • Nanopartículas.

A publicação também inclui a evidência de carcinogenicidade de agentes químicos relacionados à ocupação, o que auxilia o levantamento preliminar para o reconhecimento do risco. 

Outra informação útil diz respeito à localização do câncer e seus agentes cancerígenos em humanos. Por exemplo, no câncer de faringe, o agente pode ser asbesto, fumaça de tabaco e processo de impressão. Ou ainda o câncer na cavidade nasal e seios paranasais pode ser provocado por formaldeído, composto de cromo (IV), atividades em carpintaria, marcenaria ou ainda na produção de tecidos. 

Leitura recomendada: Como o uso de produtos químicos impacta as questões de segurança e saúde ocupacional

Agentes cancerígenos e fatores ocupacionais

A maior parte dos casos de câncer diagnosticados em todo o mundo apresenta uma relação direta com fatores de riscos ambientais e isso inclui o ambiente ocupacional. Assim, fica claro que o câncer não é causado apenas por questões genéticas ou hereditárias. 

Os fatores ocupacionais atribuídos ao câncer variam de 5% a 8%. Porém, determinados tipos de câncer podem ter uma relação bem maior, como é o caso do câncer de pulmão, que varia de 20% a 21%. 

Vale destacar que esse quadro poderia ser alterado, caso não existisse no ambiente ocupacional a exposição a um grande número de produtos químicos que contribuem para o aparecimento desse tipo de câncer, como amianto, sílica, metais etc.  

Para 2021, o Inca estima que, no Brasil, aparecerão 625 mil novos casos de câncer. A maior fração observada para as exposições ocupacionais e câncer relacionado ao trabalho diz respeito ao câncer de pulmão.

Leitura recomendada: Agentes químicos no ar: qual a diferença entre fumos, poeiras, névoas, gases e vapores?

Como prevenir os casos de câncer relacionados ao trabalho

Sabe-se que, frequentemente, a grande maioria das exposições em ambientes de trabalho a esses agentes cancerígenos pode ser modificada ou eliminada. A medida mais efetiva é a substituição desses agentes químicos por outros que apresentem menor perigo. 

Quando isso não é possível, algumas medidas são eficazes para prevenção do desenvolvimento da doença entre trabalhadores, como:

  • Instalação de filtros industriais para impedir a liberação de substâncias cancerígenas resultantes de processos industriais;
  • Implementação de sistemas de circulação de ar que evitem a contaminação entre ambientes;
  • Restrição ao uso dos agentes cancerígenos, com adoção de níveis mínimos de exposição. 

Por fim, a utilização de equipamentos de proteção individual (EPI) é de fundamental importância para evitar o contato dos agentes cancerígenos com o organismo do trabalhador. Entre estes equipamentos, estão: respiradores, luvas, proteção do corpo, óculos, entre outros. 

Outro fator de proteção dos trabalhadores diz respeito à atuação dos serviços de medicina do trabalho, com a realização de exames periódicos em todos os trabalhadores. Dessa forma, esse conjunto de fatores aliado à toda gestão de saúde e segurança do trabalho permite promover a proteção à saúde e à segurança requerida para risco tão significativo. 

Conte com ajuda especializada para avaliação dos riscos químicos

Como vimos, para saber como lidar com os agentes cancerígenos e a exposição dos colaboradores no ambiente de trabalho, antes de mais nada, é preciso identificar os riscos dos produtos químicos usados.

Neste sentido, uma ótima opção é contar com uma consultoria especializada em gestão segura de produtos químicos, como a Chemical Risk.

Fornecemos uma ampla gama de serviços de segurança química e saúde e segurança ocupacional para fazer toda a avaliação necessária, verificar as medidas de controle adotadas e propor ações de prevenção efetivas. 

Tudo para minimizar a exposição dos colaboradores aos riscos, incluindo os riscos presentes nos agentes cancerígenos, reduzindo assim ao máximo a propensão dos funcionários de desenvolverem doenças relacionadas ao trabalho, como o câncer.

Quer saber como nossa equipe de especialistas pode te ajudar na prática? Entre em contato conosco agora mesmo e peça um orçamento!

Gostou deste artigo?

Share on facebook
Share on Facebook
Share on twitter
Share on Twitter
Share on linkedin
Share on Linkdin
Share on pinterest
Share on Pinterest

comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *