Chemical Risk

+55 (11) 4506-3196 / (11) 94706-2278

Trabalho a quente: quais os riscos e como evitar acidentes?

As operações de trabalho a quente podem causar vários riscos à saúde e à segurança. Essas atividades também trazem a ameaça de incêndios industriais que podem ser desastrosos para os colaboradores, suas instalações comerciais e projetos em construção.

A realização de atividades de trabalho a quente com segurança é uma parte importante da segurança contra incêndio no local de trabalho. 

Mas, para isso, você precisa identificar os riscos de trabalho a quente e implementar medidas de controle que reduzirão efetivamente os riscos e manterão os colaboradores seguros.

Leitura recomendada: 9 acidentes de trabalho mais comuns

O que é trabalho a quente?

O trabalho a quente é todo processo de trabalho que envolva a soldagem, a brasagem, a solda branda, o corte, esmerilhamento, perfuração, queima ou fusão de substâncias que podem produzir faíscas ou chamas com uma temperatura suficiente para incendiar vapores inflamáveis e/ou materiais combustíveis. 

A definição da NFPA (National Fire Protection Association) inclui atividades que produzem chamas, tarefas que produzem faíscas e produção de calor, quer por condução, quer por radiação/convecção. 

As fontes comuns de ignição durante o trabalho a quente englobam:

  • Chama aberta
  • Faíscas produzidas pela eletricidade, por fricção ou por impacto
  • Superfícies quentes
  • Rolamentos quentes
  • Maçaricos para solda ou corte
  • Gases, bobinas e resistores aquecidos.

De acordo com a NR-34 (Norma Regulamentadora 34 do MTP), considera-se trabalho a quente as atividades de soldagem, goivagem, esmerilhamento, corte ou outras que possam gerar fontes de ignição tais como aquecimento, centelha ou chama. 

Perigos do trabalho a quente a serem considerados nas avaliações de risco

Trabalhar com altos níveis de calor e chamas abertas é perigoso. No entanto, você precisa identificar os perigos exatos criados pelas atividades para realizar uma avaliação de risco completa e implementar medidas de controle eficazes. Os riscos potenciais relacionados ao trabalho a quente incluem:

  • Perigos elétricos 

A maioria dos trabalhos a quente envolve o uso de equipamentos elétricos, de modo que os trabalhadores enfrentarão riscos elétricos, como o risco de curto-circuito do equipamento, fiação defeituosa e o risco de choques ou até mesmo eletrocução fatal.

  • Exposição a luz ultravioleta ou infravermelha 

Atividades de trabalho a quente, como soldagem, podem envolver luz ultravioleta ou infravermelha potencialmente perigosa. Se os trabalhadores forem expostos a esses tipos de radiação não ionizante, isso pode causar danos à pele ou aos olhos.

  • Exposição aos fumos perigosos 

O trabalho a quente pode produzir fumos perigosos que representam grandes riscos para a saúde dos trabalhadores. Os fumos podem causar problemas de saúde respiratória, queimaduras, sintomas semelhantes aos da gripe e danos aos olhos.

Leitura recomendada: Agentes químicos no ar: qual a diferença entre fumos, poeiras, névoas, gases e vapores?

  • Faíscas voadoras podem causar incêndio ou combustão

Quando são realizadas atividades de trabalho a quente, como soldagem, faíscas podem voar. O que pode causar incêndios ou combustão, se entrarem em contato com materiais inflamáveis, detritos ou materiais perigosos.

  • Condução de calor através de tubos 

O calor pode ser conduzido através de materiais metálicos como tubos e, quando o calor é transferido, pode entrar em contato com materiais inflamáveis, combustíveis ou perigosos.

  • Lesões na pele por contato com materiais ou equipamentos quentes 

Se os trabalhadores tocarem em equipamentos, detritos ou superfícies extremamente quentes – ou entrarem em contato com chamas ou faíscas –, eles podem sofrer lesões na pele, como queimaduras de calor, queimaduras por fricção ou cortes.

  • Lesão relacionada ao esmerilhamento

Os trabalhadores que realizam trabalhos de esmerilhamento correm o risco de uma variedade de lesões, incluindo os dedos ou as mãos presas no rebolo, serem atingidos por um esmerilhador portátil e se ferirem por faíscas de limalhas de metal voadoras.

Os itens acima são apenas alguns dos riscos de trabalho a quente que podem se aplicar ao local de trabalho. Os riscos específicos existentes dependerão das pessoas envolvidas, da área onde as atividades de trabalho a quente estão sendo realizadas e de quaisquer riscos específicos do equipamento e local de trabalho. 

Antes de implementar medidas de controle, é necessário ter certeza de que todos os riscos possíveis foram considerados. 

Medidas de controle para trabalho a quente 

Depois de identificar os riscos do trabalho a quente em seu ambiente, você precisará planejar e implementar medidas de controle para tornar seu local mais seguro e proteger os colaboradores contra danos e problemas de saúde.

As medidas de controle adotadas devem ser exclusivas para as atividades desenvolvidas e ambiente de trabalho. Compilamos algumas das medidas de controle de trabalho a quente que você pode considerar:

  • Evite o trabalho a quente sempre que possível 

O trabalho a quente é, por sua própria natureza, perigoso. Você nunca será capaz de eliminar completamente os riscos envolvidos no trabalho com calor excessivo. Portanto, sempre que possível, evite completamente o trabalho a quente. 

Considere processos e atividades alternativos que poderiam ter um resultado semelhante. Por exemplo, em vez de soldar, seria possível unir itens usando métodos mecânicos, como porcas e parafusos ou conexões aparafusadas?

  • Preparar uma Permissão de Trabalho 

Antes de iniciar qualquer atividade de trabalho a quente, você deve implementar um sistema de permissão de trabalho a quente. 

O documento deve detalhar o trabalho a ser realizado, como e quando será concluído e quais precauções serão tomadas para garantir que as atividades sejam o mais seguras possível. 

A permissão deve ser preparada por alguém que tenha as habilidades, conhecimentos, experiência e treinamento relevantes e, idealmente, alguém que não esteja envolvido na tarefa realizada. No entanto, você deve considerar a opinião de todos os trabalhadores que participarão de atividades de trabalho a quente.

Leitura recomendada: Antecipação de riscos: qual sua importância para as empresas?

  • Limpe a área onde o trabalho a quente será realizado 

Um espaço de trabalho cheio de materiais, equipamentos, resíduos ou detritos desnecessários tem um “potencial de incêndio” maior do que uma área limpa e arrumada. Ao conservar a área onde o trabalho a quente será realizado, você reduz ao mínimo os riscos de segurança contra incêndio. 

Esta medida de controle também pode reduzir outros riscos de saúde e segurança, como escorregões e tropeços, que podem ter consequências desastrosas quando consideramos os riscos de trabalho a quente. Uma área livre também permite que os trabalhadores evacuem com segurança o prédio em caso de incêndio.

  • Definir uma área específica para as atividades de trabalho a quente 

Se as atividades de trabalho a quente são realizadas regularmente na empresa, você pode designar uma área específica para soldagem, brasagem, solda e outras tarefas envolvendo calor ou chamas abertas. 

Essas áreas devem ser projetadas para serem o mais seguras possível, de modo que objetos inflamáveis ou combustíveis devem ser reduzidos ao mínimo e cobertos com materiais protetores e resistentes ao fogo. Também deve ser possível restringir o acesso a essas áreas.

  • Garantir treinamento aos colaboradores 

A natureza perigosa do trabalho a quente significa que ele só deve ser realizado por aqueles que possuem habilidades, conhecimentos, experiência e treinamento para concluir tarefas com alto padrão, implementando medidas de controle e monitorando os padrões de saúde e segurança.

  • Monitorar o gás ou vapor na área destinada ao trabalho a quente 

O ar contaminado com gás ou vapor pode causar riscos à saúde e incêndio. Por exemplo, alguns gases serão tóxicos, enquanto outros serão inflamáveis ou combustíveis. Os trabalhadores devem poder monitorar o gás e o vapor no ambiente para garantir que estejam trabalhando em condições seguras. 

  • Melhore a segurança geral contra incêndio do seu local de trabalho 

Muitos riscos de trabalho a quente estão diretamente relacionados à segurança geral contra incêndio do seu local de trabalho. Uma das melhores maneiras de reduzir tais riscos é melhorar a segurança geral contra incêndio do seu local de trabalho. 

Os trabalhadores devem ser treinados para usar equipamentos apropriados, como extintores de incêndio e cobertores retardadores de fogo entre outros.

Os trabalhos a quente continuam sendo uma das principais causas de incêndios em indústrias e estabelecimentos comerciais. 

É importante que a indústria e as organizações implantem iniciativas de segurança e adotem normas de saúde e segurança mais estritas para garantir que a atividade seja realizada de forma segura, que os colaboradores estejam conscientes dos perigos e que estejam plenamente protegidos.

Conte com a Chemical Risk

Para identificar todos os riscos presentes no ambiente de trabalho, realizar ações de prevenção e adequação a fim de minimizar os perigos e evitar os acidentes, conte com o apoio de uma consultoria especializada em segurança química e segurança ocupacional, como a Chemical Risk.

Com mais de 10 anos de experiência no mercado, profissionais altamente qualificados e serviços de excelência, fazemos toda a análise e avaliação do risco e, assim, elaboramos um relatório completo sobre tudo o que envolve a segurança química e ocupacional na sua empresa.

Assim, você diminui a ocorrência de incidentes, diminuindo gastos com indenizações a trabalhadores, além de se manter em conformidade com as legislações e garantir a proteção e o bem-estar dos trabalhadores.

Também disponibilizamos os mais diversos treinamentos para empresas para capacitar sua equipe a entender os riscos, utilizar EPIs e manusear produtos de forma correta.

Quer saber mais detalhes sobre nossos serviços? Entre em contato conosco agora mesmo e solicite um orçamento gratuito!

Gostou deste artigo?

Share on facebook
Share on Facebook
Share on twitter
Share on Twitter
Share on linkedin
Share on Linkdin
Share on pinterest
Share on Pinterest

comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.