Chemical Risk

+55 (11) 4506-3196 / (11) 94706-2278

Como manter a segurança em laboratórios químicos e fazer a gestão de perigos

Laboratórios de química são ambientes de trabalho que exigem medidas e rotinas de segurança para garantir a integridade física das pessoas que exercem atividades de trabalho no local. Mas como manter a segurança em laboratórios químicos?

A ocorrência de acidentes nos laboratórios de química não é tão incomum quanto possa parecer. Isso porque, muitas vezes, são ignoradas as normas e condutas que são indispensáveis para a proteção e segurança deste local de trabalho, que possui características específicas. 

Os acidentes com produtos químicos podem ser muito graves. Dessa forma, as medidas de segurança são a única maneira de evitar complicações nesse tipo de ambiente.

Neste artigo, você vai conhecer as principais medidas a serem tomadas para garantir a segurança em laboratórios químicos. Com isso, é possível evitar complicações graves de saúde e integridade física dos funcionários e colaboradores que atuam nesses ambientes.

Continue conosco e confira!

A origem dos laboratórios

A palavra “laboratório” significa labor = trabalho + oratium (ou oratorium) = local de reflexão. Como observamos, o próprio significado da palavra laboratório refere-se a um local de trabalho e concentração, que não seja perigoso, desde que sejam tomadas as devidas ações de proteção.

O primeiro cuidado que se deve ter em um laboratório é com a grande concentração das tarefas a serem executadas. Qualquer distração, especialmente durante a manipulação dos produtos químicos e materiais do laboratório, pode resultar em acidentes e imprevistos que afetam a saúde e a integridade física das pessoas.

É preciso ter cautela com os movimentos e decisões ao manusear produtos químicos. E as conversas sobre assuntos que levam à distração devem ser evitadas. 

Ouça nosso podcast: Grandes Acidentes Envolvendo Produtos Químicos e Radioativos

Regras básicas de boa conduta e segurança em laboratórios químicos

Diversas operações são desenvolvidas na rotina de um laboratório de química. Por isso, algumas práticas gerais são indispensáveis para garantir a segurança dos colaboradores que atuam nesse local e devem ser sempre seguidas. São elas:  

  • Não trabalhe sozinho no laboratório. Um companheiro, ao menos, sempre será uma ajuda ou testemunha em caso de acidente;
  • Use o guarda-pó ou avental para proteger a roupa;
  • Use sapato fechado (nunca sandálias!);
  • Não fume no laboratório;
  • Evite brincar no laboratório;
  • Se algum ácido ou outro produto químico for derramado, lave local com bastante água;
  • Leia com atenção o rótulo dos reagentes para ter certeza de que pegou o frasco correto;
  • Não jogue material sólido na pia;
  • Observe a limpeza dos materiais antes de utilizá-los;
  • Não gaste reagentes e soluções inutilmente. Utilize somente o necessário para o experimento;
  • Nunca pese material diretamente sobre o prato da balança. Use béquer, vidro de relógio ou papel toalha;
  • Se houver precipitado ou duas fases em solução a ser utilizada, agite cuidadosamente de modo a homogeneizá-la;
  • Não ingira ou beba qualquer alimento no laboratório;
  • Não recoloque nos frascos soluções restantes. Afinal, podem contaminar o conteúdo do recipiente;
  • Quando utilizar soluções e reagentes, certifique-se de que o rótulo esteja voltado para cima, evitando que se estrague;
  • Só use água destilada nos experimentos;
  • Não trabalhe com material defeituoso, principalmente o de vidro;
  • Evite deixar sobre a mesa a lamparina acesa com chama forte;
  • Não deixe vidro quente em lugar que possam pegá-lo inadvertidamente;
  • Não prove ou engula drogas ou reagentes do laboratório;
  • Em hipótese alguma, trabalhe com inflamáveis próximos a chamas;
  • Não aqueça tubos de ensaio com a boca virada para si ou para outra pessoa. Habitue-se a aquecer o tubo de ensaio de forma intermitente;
  • Não aqueça substâncias inflamáveis ou voláteis em chama direta, use banho-maria;
  • Feche direito os frascos das soluções e reagentes, principalmente os que forem voláteis e inflamáveis;
  • Evite jogar líquidos inflamáveis na pia, se o fizer abra bastante a torneira;
  • Lave bem as mãos ao deixar o laboratório;
  • Nunca pipete com a boca soluções ou líquidos puros;
  • Nunca adicione água a uma solução de ácido ou base concentrada para diluí-los. Sempre adicione essas soluções concentradas à água;
  • Substâncias como vapores tóxicos, tais como: bromo, cloro, ácido clorídrico e nítrico concentrados, solução concentrada de amônia entre outras devem ser manipuladas na capela;
  • Tão importante quanto trabalhar em segurança em laboratórios químicos é trabalhar ordenadamente, com consciência da sequência a ser realizada. Leia atentamente o procedimento experimental certificando-se de que todos os materiais e reagentes necessários estão disponíveis;
  • Anote os resultados obtidos relacionando-os à teoria da prática.
  • Consulte sempre o seu superior quando tiver dúvidas e avise-o de qualquer acidente que ocorra por menor que pareça.

Avaliação de riscos de segurança em laboratórios químicos

Os laboratórios de química podem conter uma quantidade diversa de produtos químicos que podem ser inflamáveis e/ou tóxicos entre outros. Esta característica exige uma atenção especial e um comportamento adequado, conforme já citamos acima. 

Além disso, constantemente, devem ser feitas avaliações de riscos e tomadas as medidas de controle para assegurar condições de trabalho em níveis de proteção corretos. O que garante a segurança em laboratórios químicos,

As causas principais de acidentes em laboratórios são o descuido, a pressa e a ignorância de possíveis perigos. Por isso, os colaboradores devem ter acesso às respectivas FISPQs dos produtos e o treinamento para o entendimento das informações que constam nesse documento. 

A leitura dessa ficha fará com que os profissionais tenham a correta dimensão dos perigos dos produtos químicos a serem manuseados e permitirá uma correta avaliação dos riscos envolvidos nas operações. 

Em função disso, deverá existir um controle rígido no recebimento desses documentos e uma sistemática de atualização dos mesmos junto aos fornecedores.

Uma boa prática é a existência de um inventário de todos os reagentes e produtos químicos existentes no laboratório com informações dos respectivos perigos, sintomas, tratamentos específicos, entre outras, para controle. 

De modo complementar, a leitura dos rótulos das embalagens dos reagentes permite de uma forma rápida o conhecimento prévio dos respectivos perigos dos produtos químicos. 

Leitura recomendada: Gestão de produtos químicos: autoconfiança x segurança do trabalho

Como fazer o armazenamento dos produtos químicos?

Outra medida fundamental para manter a segurança em laboratórios químicos é o correto armazenamento das substâncias. Os reagentes devem ser armazenados em locais próprios e ventilados segundo regras muito específicas que, quando não cumpridas, podem por em risco toda a segurança do local.

Seguem alguns cuidados a serem observados:

  • A armazenagem dos produtos químicos deve ser planejada com conhecimento de riscos associados a cada um dos produtos;
  • Nunca colocar os produtos no chão nem atrás das portas;
  • Devem ser guardados em frascos com rótulos de modo claro e duradouro;
  • Nunca armazenar nenhum produto sem identificação, a qual deve ser protegida com película plástica, transparente e adesiva a fim de evitar a sua destruição;
  • Armazenar os recipientes de ácidos concentrados nas prateleiras inferiores;
  • Identificar a simbologia nacional e internacional usada na rotulagem de produtos, de forma a proporcionar o conhecimento das suas propriedades;
  • Os reagentes inflamáveis devem estar afastados de qualquer fonte de ignição;
  • Os reagentes sensíveis à água devem estar afastados dos pontos de água e em local seco;
  • As soluções de hidróxidos inorgânicos devem ser guardadas em recipientes de polietileno;
  • Os produtos peroxidáveis (que se alteram pela luz e pelo ar) devem ser colocados em local escuro, seco, fresco e guardados em recipientes escuros e à prova de ar;
  • Os reagentes explosivos devem ser localizados em local próprio e nunca em recipientes de vidro;
  • Os produtos que prejudicam a saúde, tais como os combustíveis, os explosivos e os tóxicos, devem ser de reconhecimento imediato e ter no rótulo os respectivos perigos;
  • Depois de tirar as quantidades necessárias de produtos químicos, os frascos que os contêm devem ser de imediato fechados e colocados nos seus respectivos lugares;
  • Os restos dos reagentes e resíduos devem ser sempre eliminados com os cuidados próprios de acordo com os procedimentos existentes.

Qual a importância dos Equipamentos de Proteção?

Equipamentos de Proteção Coletiva

São equipamentos utilizados para proteção de segurança enquanto um grupo de pessoas realiza determinada tarefa ou atividade.

Como o próprio nome diz, os Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) dizem respeito ao coletivo, devendo proteger todos os trabalhadores expostos a determinado risco e todos ao mesmo tempo.

Alguns exemplos de EPCs necessários para manter a segurança em laboratórios químicos são:

  • Capelas;
  • Coletores de resíduos;
  • Chuveiro de emergência e lava olhos; 
  • Extintores de incêndio;
  • Saídas de emergência.

Equipamento de Proteção Individual 

É todo dispositivo de uso individual que tem como objetivo proteger a saúde e a integridade física do trabalhador. O Equipamento de Proteção Individual (EPI) deve ser usado apenas para a finalidade a qual se destina e não deve ser usado fora do ambiente no qual seu uso está previsto (fora do laboratório, no nosso caso).

Conheça os principais:

  • Aventais longos, com mangas compridas, protegendo ao máximo o corpo e a roupa contra respingos;
  • Óculos de segurança ampla visão ou com protetor lateral, a depender dos riscos envolvidos em determinada tarefa;
  • Para manuseio de amostras contaminadas, luvas descartáveis de plástico ou cirúrgicas;
  • Luvas descartáveis de nitrila para contato intermitente com produtos químicos (luvas de látex são permeáveis a praticamente todos os produtos químicos);
  • Para trabalhar com fontes de calor, luvas revestidas de amianto;
  • Luvas de raspas de couro para trabalhar com vidraria frágil;
  • Luvas de borracha antiderrapantes para lavagem de vidrarias ou outros materiais frágeis onde haja riscos de queda e consequente quebra;
  • Protetor facial para operações que possam causar respingos. Nesse caso, o uso do protetor deve obrigatoriamente incluir o uso do óculos de segurança;
  • Equipamento de proteção respiratória para manuseio de reagentes altamente tóxicos e voláteis;
  • Aventais impermeáveis para lavagem de vidraria e outras operações onde haja derramamento de água;
  • Calçados apropriados com solado antiderrapante e resistentes ao ataque de produtos.

Observação: a Norma Regulamentadora 6 (NR-6 – de 26/10/2018) estabelece as disposições relativas aos EPIs. O texto completo da NR-6 encontra-se disponível no site do Ministério da Economia.

Medidas a serem tomadas em caso de acidentes nos laboratórios

Todo laboratório deve ter normas específicas para a ocorrência de acidentes/incidentes. Também devem ser providenciados treinamentos para que, se houver um problema, os colaboradores estejam cientes e seguros dos procedimentos a serem adotados.

Seguem abaixo algumas ações básicas a serem tomadas:

  • Em caso de acidentes/incidentes, deve-se manter a calma, desligar todos os equipamentos e materiais próximos, evacuar a área e não permitir a entrada no laboratório de pessoas estranhas, enquanto aguarda a chegada de socorro;
  • Havendo cortes não profundos, deve-se deixar sangrar um pouco e verificar se ficaram estilhaços de vidro. Lavar com água corrente e desinfetar com álcool, protegendo o ferimento com gaze esterilizada. Procurar auxílio médico imediato;
  • Em caso de acidente com fogo, se as proporções não forem grandes, abafa-se a chama com pano úmido. Se alguma roupa pegar fogo, nunca correr e sim rolar no chão ou envolver-se num cobertor;
  • Queimaduras térmicas, provocadas por chamas, água fervente ou placas quentes devem ser resfriadas com água e nunca gelo. Recomenda-se um jato fraco de água levemente morna ou fria, demoradamente, sobre a zona queimada. Encaminhar para atendimento médico;
  • Em caso de queimadura com ácido ou base, lava-se a região atingida com água corrente em abundância para remover todo o reagente. Se o produto cair no vestuário, removê-lo imediatamente. Em seguida, são providenciados os cuidados médicos;
  • Se houver queimaduras químicas nos olhos, lavá-los abundantemente com água (lava olhos) e em seguida procurar atendimento médico;
  • Quando houver inalação de gases, vapores ou poeiras, deve-se afastar a pessoa afetada da área contaminada e levá-la para outro bem arejado, afrouxar-lhe a roupa e mantê-la deitada de lado enquanto aguarda socorro médico. Nunca dar água, leite ou qualquer líquido;
  • Se houver ingestão acidental de sólidos ou líquidos, deve-se procurar auxílio médico imediato. Atente-se para levar junto a FISPQ da substância ingerida para as providências serem de acordo com os procedimentos existentes na empresa. Jamais provocar o vômito;
  • Todos os acidentes devem ser imediatamente comunicados ao superior hierárquico para as devidas providências.

Como garantir a segurança em laboratórios químicos?

Como visto acima, são diversas normas para manter a segurança e garantir que tudo ocorra bem durante o manuseio e armazenamento de produtos químicos em laboratórios.

Precisa de ajuda para implementar todos esses procedimentos? A Chemical Risk te ajuda! Temos profissionais altamente capacitados, com conhecimento e experiência para dar todo o suporte para o seu laboratório. 

Contamos com todos os serviços para a gestão segura de produtos químicos, desde a elaboração da FISPQ, até o inventário, avaliação de risco, parecer de perigo, matriz de incompatibilidade e muito mais!

Também temos uma série de treinamentos in company para capacitar sua equipe sobre os procedimentos a serem adotados, além dos cursos on-line de elaboração de FISPQ e manuseio seguro de produtos químicos.

Ficou interessado? Entre em contato agora mesmo! 

Gostou deste artigo?

Share on facebook
Share on Facebook
Share on twitter
Share on Twitter
Share on linkedin
Share on Linkdin
Share on pinterest
Share on Pinterest

comentar

Participe da discussão

2 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.