Chemical Risk

+55 (11) 4506-3196 / (11) 94706-2278

Por que sua empresa precisa de certificações ambientais?

Empresas de todos os segmentos estão cada vez mais preocupadas em atingir um desenvolvimento sustentável e se tornar ecologicamente corretas. O que envolve o controle dos impactos de suas atividades, produtos ou serviços no meio ambiente, levando em consideração políticas e objetivos definidos por organismos de certificações ambientais.

Esse comportamento é uma resposta às crescentes exigências da sociedade em relação às responsabilidades das empresas. 

As regras e padrões de produção não são mais ditados pela ”livre concorrência”, ou seja, pelo mercado. Os consumidores querem garantias de qualidade e transparência em relação aos processos de produção da empresa, incluindo aí o respeito à sustentabilidade em seus três pilares: econômico, social e ambiental. 

Para facilitar os processos de gestão e produção e dessa forma corresponder às exigências do consumidor, vários padrões e sistemas de verificação foram criados com o objetivo de atestar as boas práticas das empresas. E isso só é possível por meio das certificações ambientais. 

Leitura recomendada: Inovação sustentável na indústria: ações práticas para implementar

Como surgiram as certificações ambientais?

Nesse contexto, a certificação ambiental surgiu da necessidade específica de atestar aqueles produtos que possuem um diferencial produtivo relacionado a uma qualidade ambiental.

Isso engloba desde a aquisição de matéria-prima até a disposição do resíduo. E, se considerarmos o universo de produtos químicos, o envolvimento engloba todos os processos e operações, como o transporte, armazenagem, manuseio e disposição de resíduos. 

O que é a certificação ambiental?

A certificação ambiental é uma ferramenta abrangente que leva a empresa ao cumprimento das normas e leis e, ao mesmo tempo, proporciona uma maior conscientização e um maior respeito pelo meio ambiente.

Na prática, a certificação ambiental permite que se obtenha a redução de desperdícios, a otimização de recursos naturais e, consequentemente, reduza o custo para o negócio.

Para se obter as certificações ambientais, é necessário o desenvolvimento de práticas com o objetivo de proteção do meio ambiente, realizando ações que melhorem a imagem da sua empresa, aumentando a sua competitividade no mercado. 

Principais objetivos da certificação ambiental

Entre as principais finalidades das certificações ambientais, podemos apontar:

  • Estimular a responsabilidade social entre as empresas;
  • Proteger o meio ambiente pela prevenção ou mitigação dos impactos ambientais adversos;
  • Auxiliar as empresas no atendimento aos requisitos legais e outras obrigações;
  • Melhorar o desempenho ambiental;
  • Controlar ou influenciar no modo que os produtos e serviços da organização são projetados, fabricados, distribuídos, consumidos e descartados, utilizando uma perspectiva de ciclo de vida que possa prevenir o deslocamento involuntário dos impactos ambientais dentro do ciclo de vida;
  • Alcançar os benefícios financeiros e operacionais que podem resultar da implementação de alternativas ambientais que reforçam a posição da organização no mercado;
  • Comunicar as informações ambientais para as partes interessadas pertinentes.

Leitura recomendada: Saiba como implementar um programa de compliance ambiental

Quais os tipos de certificações ambientais?

Atualmente, existem várias ferramentas para medir o desempenho ambiental das organizações e citaremos os principais tipos de certificações.

  • Rótulo Ecológico da ABNT 

O Programa de Rotulagem Ambiental da ABNT foi desenvolvido em 1995 pela ABNT Certificadora, sendo uma certificação ambiental de caráter voluntário, que tem como objetivo atestar a conformidade de produtos ou serviços que são avaliados com base em critérios múltiplos previamente definidos em normas. 

No processo da ABNT, a redução dos impactos negativos é verificada desde a extração da matéria-prima, passando pelo processamento, transporte, uso e indo até a destinação final dos materiais e produtos. Ou seja, leva em conta os impactos ao longo de todo ciclo de vida dos produtos

O programa estabelece, além da questão ambiental, os critérios de adequação ao uso, para garantir que os produtos têm a qualidade necessária, além de serem ambientalmente amigáveis, e também alguns critérios que estão focados em aspectos sociais. 

A relevância do Rótulo Ecológico ABNT tem levado Instituições públicas a colocá-lo como requisito em seus processos de compras públicas sustentáveis.

  • ISO 14001 (Sistema de Gestão Ambiental) 

Define os requisitos para a implantação de um sistema de gestão ambiental em um empreendimento. Foi criada de modo que atenda aos diversos ramos do mercado e da sociedade e se adequa a empreendimentos de qualquer porte, podendo abranger também organizações sem fins lucrativos ou governamentais. 

Abrange a necessidade do processo de melhoria contínua e “exige que as empresas considerem todas as questões ambientais relativas às suas operações, como a poluição do ar, questões referentes à água e ao esgoto, a gestão de resíduos, a contaminação do solo, a mitigação e adaptação às alterações climáticas e a utilização e eficiência dos recursos” (ABNT, 2015).

  • PRODIR (Processo de Distribuição Responsável) 

Envolve os Princípios Diretivos, Códigos, Práticas, Políticas Adicionais (auditoria, ações corretivas e preventivas, controle de documentos e dados), com realização de no mínimo uma auditoria interna por ano e indicadores de desempenho para melhoria da performance. 

O PRODIR exige uma abordagem sistemática voltada para as questões da qualidade, saúde, segurança e proteção do homem e do meio ambiente. Pois são elas que determinam o aumento da produtividade, a melhoria da qualidade de vida para os trabalhadores e a sociedade de uma forma geral e a diminuição do custo social para o governo. 

O princípio básico do PRODIR envolve, além dos aspectos operacionais, a política, o gerenciamento e o comprometimento da alta administração das empresas com a melhoria contínua de todos os setores envolvidos com a distribuição de produtos químicos.

Leitura recomendada: O que é poluição química?

  • PROCEL 

O Selo Procel de Economia de Energia, ou simplesmente Selo Procel, tem como finalidade ser uma ferramenta simples e eficaz que permite ao consumidor conhecer, entre os equipamentos e eletrodomésticos à disposição no mercado, os mais eficientes e que consomem menos energia. 

Foi constituído pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – Procel, programa do Governo Federal. A partir de sua criação, foram firmadas parcerias junto ao Inmetro, a agentes como associações de fabricantes, pesquisadores de universidades e laboratórios, com o objetivo de estimular a disponibilidade, no mercado brasileiro, de equipamentos cada vez mais eficientes. 

Para isso, são estabelecidos índices de consumo e desempenho para cada categoria de equipamento. Os produtos são catalogados de A (mais econômico) até E (menos econômicos).

  • LEED 

O Leadership in Energy and Environmental Design ou LEED é um sistema internacional de certificação e orientação ambiental para edificações. É utilizado em mais de 160 países. Tem como objetivo incentivar a transformação dos projetos, obras e operação das edificações, sempre com foco na sustentabilidade de suas atuações. 

Entre as certificações ambientais, o LEED avalia diversos fatores do projeto, chamados de categorias que abrangem:

  • Localização e Transporte; 
  • Terrenos Sustentáveis; 
  • Eficiência da Água; 
  • Energia e Atmosfera; 
  • Materiais e Recursos; 
  • Qualidade do Ambiente Interno; 
  • Inovação em Design;
  • Prioridades Regionais. 

Cada categoria citada possui pré-requisitos (itens que o projeto deve atender obrigatoriamente) e créditos (itens que dão pontuação ao projeto). 

Portanto, as certificações ambientais são fundamentais para organizações que querem melhorar seus processos, produtos, serviços e ganhar destaque no cenário nacional e internacional. 

O valor agregado de uma certificação vai muito além do financeiro. Uma vez que envolve também todos seus colaboradores, auxiliando no desenvolvimento pessoal, e visa a sistematização dos processos, contribuindo no entendimento e melhorando o atendimento aos clientes e processos.

Toda certificação é de grande importância para as empresas, na medida em que acarreta em uma mudança cultural dentro das organizações.

Como a Chemical Risk pode ajudar nas certificações ambientais

Para te ajudar no que diz respeito a certificações ambientais, conte com o apoio de uma consultoria especializada, experiente e com know how em segurança química e meio ambiente, como a Chemical Risk.

Com profissionais altamente qualificados e mais de 10 anos no mercado, disponibilizamos uma série de serviços voltados para segurança química e também para o meio ambiente.

Assim, te ajudamos desde a avaliação dos riscos químicos existentes no ambiente de trabalho e seus impactos ambientais até a execução do plano de gerenciamento de resíduos sólidos (PGRS) e o programa de gerenciamento de riscos (PGR).

E tem mais: atuamos junto aos negócios para emissão e renovação da Licença de Operação (LO) da Cetesb para o funcionamento correto das empresas e sem prejudicar o meio ambiente. Além disso, ajudamos a emitir o Certificado de Movimentação de Resíduos de Interesse Ambiental (CADRI) junto à Cetesb.

Ficou interessado? Entre em contato agora mesmo e solicite um orçamento!

Gostou deste artigo?

Share on facebook
Share on Facebook
Share on twitter
Share on Twitter
Share on linkedin
Share on Linkdin
Share on pinterest
Share on Pinterest

comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.